Vereador Timonense é condenado pela jústiça do Pará; reconhecimento de paternidade

22/06/2019
Foto:Google
Foto:Google

De acordo com a 1ª Vara de Família de Ananindeua(Pará), o vereador Francisco Torres(foto abaixo), além de reconhecer a paternidade de uma filha de iniciais M.B. S, no qual será registrada como filha do vereador e passará a ser chamada M.B.S.T, terá que passar a pagar 15% (Quinze por cento) dos seus vencimentos.

Foto:Google
Foto:Google

Devendo ser oficiada à sua fonte pagadora para fins de descontos mensais, a serem depositados na conta bancária da representante legal do investigante, tudo sob pena do disposto no art. 22, da Lei 5.478/68. 

Será oficiada à fonte pagadora do réu, "CÂMARA MUNICIPAL DE TIMON"-MA, para que proceda imediatamente aos descontos dos alimentos nos termos desta decisão.

A reportagem do cozinhandoogalo.com tentou vários contatos com o vereador Francisco Torres para falar sobre o processo mas não consegiuiu falar com o mesmo.

O espaço no site está aberto para o parlamentar Timonense caso o mesmo tenha interesse em se manifestar sobre o assunto.

Clique o link abaixo e veja a decisão da jústiça

A informação é do Justbrasil.