River-PI x América-RN pela Copa do Brasil terá torcida única após briga de organizadas dos clubes

24/02/2020

Depois das cenas de violência de torcidas organizadas registradas em River-PI 2 x 3 América-RN, pela Copa do Nordeste, em Teresina, o Ministério Público Estadual do Piauí recomendou que a partida pela segunda fase da Copa do Brasil entre os clubes, marcada para a próxima quarta-feira, às 20h30, aconteça com torcida única.

O órgão recomendou que fossem disponibilizados apenas ingressos para os torcedores do clube mandante. A venda iniciou de forma antecipada.

Torcedor relata pânico, agressão com pauladas e medo de voltar a estádios

O pedido foi expedido pela 32º Promotoria de Justiça de Teresina. Segundo o MP, a notificação foi endereçada à Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e à Federação de Futebol do Piauí (FFP) "com o objetivo de evitar novos conflitos entre as torcidas" de River-PI e América-RN, em Teresina. Ou seja, apenas os torcedores riverinos terão direito a comprar entradas, e a entrada de torcedores do Mecão está proibida.

- Por conta do histórico de problemas, em especial os ocasionados pela "Esporão do Galo", a Federação de Futebol do Piauí encaminhou o relatório da polícia para o Ministério Público, após os casos de violência protagonizados pelas torcidas de River-PI e América-RN. Após isso, a promotora expediu o documento pedindo que a torcida Esporão do Galo ficasse extinta por 120 dias. A promotora Graça Monte recomendou o jogo com torcida única para torcedores comuns e de organizadas. A federação repassou o pedido para o River-PI, para a Esporão do Galo e para a Federação Norte-Rio-Grandense de Futebol - explicou o coronel Jaime Oliveira, vice-presidente da Federação de Futebol do Piauí.

Em nota, o River-PI destacou que entende que "o futebol é democrático e precisa contar com a participação de todos, mas tendo em vista o acontecimento dos fatos passados, vai prezar pela segurança dos torcedores e a recomendação do Ministério Público deve ser atendida".

- O presidente do River Atlético Clube, Genivaldo Campelo, bem como a sua diretoria, entendem que o futebol é democrático e precisa contar com a participação de todos. Porém a segurança é um bem maior a ser preservado e a recomendação do Ministério Público deve ser atendida. A diretoria do River Atlético Clube bem como a sua comissão técnica e todo o seu elenco, trabalham para que no próximo dia 26 de fevereiro, possa ser realizado um grande evento esportivo sem maiores intercorrências no estádio Albertão - disse o River-PI, em nota.

Aos prantos e com criança no colo, torcedora do River-PI pede socorro ao pai: "Chama ele"

Fonte: G E Piauí