Em Timon foi realizado mais um mutirão da catarata

21/11/2017

Aconteceu no último fim de semana em Timon mais um mutirão de cirurgia de correção da catarata. A doença, que afeta a visão, pode ser corrigida com um procedimento considerado simples e que exige apenas anestesia local e nem precisa de internação do paciente. A ação é uma iniciativa do Governo do Estado que chegou ao município por meio de esforços da Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Saúde (SEMS), e em parceria com a Regional de Saúde.


"A cirurgia de correção da catarata foi um procedimento que buscamos junto ao Governo do Estado, que disponibilizou os profissionais e todo o equipamento específico para a realização. Hoje, a maioria dos pacientes já está passando da terceira idade, e veja a importância dessa ação, em poder devolver a visão dessas pessoas através da cirurgia de catarata. Então, agradecemos o apoio do governador Flávio Dino e temos certeza de que esses mutirões vão continuar, pois estaremos sempre buscando mais alternativas para que essas pessoas recebam este serviço", afirmou o gestor municipal de saúde, Márcio Sá.

Para o procedimento, aproximadamente 250 pessoas passaram por uma triagem que ocorreu na Policlínica. "O processo tem início com o atendimento na Policlínica, com aferição de pressão e medição da glicemia capilar para verificarmos se estão dentro do padrão recomendado para o procedimento cirúrgico", explicou Oglaide Noleto, diretora da Policlínica.

Foram selecionadas 200 pessoas para fazer o procedimento cirúrgico, que ocorreu na estrutura do Hospital Regional Alarico Pacheco, percentual definido de acordo com o volume da população das quatro cidades atendidas. Foram


A catarata é uma opacidade do cristalino (lente natural do olho). As pessoas que possuem catarata têm a visão nublada, como se olhassem por uma janela embaçada ou enevoada. Essa visão nublada pode tornar mais difíceis tarefas como ler, dirigir um carro ou interpretar a expressão das pessoas. Com o tempo, a catarata acabará por interferir na visão.

Em um primeiro momento, iluminação mais forte e uso de óculos podem ajudar a lidar com a catarata. Mas, se a visão prejudicada interfere nas atividades normais, é necessário fazer a cirurgia de catarata.