Cães morrem envenenados em abrigo de Teresina; a vizinha é suspeita

21/08/2020

Dois cachorros que viviam em um abrigo localizado na Estrada da Usina Santana, na zona sudeste de Teresina, foram encontrados mortos com suspeita de envenenamento nesta quinta-feira (20). A principal suspeita é a vizinha do local.

Em entrevista ao GP1, a titular da Delegacia de Crimes Ambientais, delegada Edenilza Viana, informou que a acusada já foi indiciada uma vez pela morte de uma cadela, que foi morta a pauladas. Com isso ela vai passar por interrogatório e será dado início a investigação.

"A dona dos cachorros nos informou que a suspeita foi uma vizinha dela, que já foi indiciada pela morte de outro animal, nessa situação ocorreu a divulgação de áudios onde a suspeita falava disso. Ela já está sendo ouvida e em seguida vamos dar seguimento a investigação, com o exame toxicológico. Ainda faltam algumas outras testemunhas, pois as pessoas não estão querendo testemunhar", destacou a delegada.

Conforme a Polícia Civil, os cães que morreram viviam no abrigo que é mantido de forma independente por uma estudante de medicina veterinária. Inicialmente a denunciante foi notificar as autoridades sobre a morte de um dos seus cachorros, assim que voltou para o abrigo, encontrou outro cachorro morto.

Ainda segundo informações da Polícia Civil, a estudante abriga mais de 70 animais e cerca de oito cães já foram envenenados e sobreviveram.

Os animais que morreram, apresentaram sintomas como convulsões. Os corpos deles serão periciados pela Gerência de Zoonoses, da Fundação Municipal de Saúde (FMS) quanto pela Polícia Civil. Após o fim do inquérito, o judiciário pode pedir a prisão da suspeita. Crimes como esse possuem pena branda, ou seja, menos de um ano de prisão, ou o réu é apenas submetido a pagamento de multa.

Fonte: G P1