Infidelidade: Ramon Júnior abandona os candidatos do PP e decide apoiar uma candidata de outro partido; isso tem provocado uma grande revolta

06/11/2020

Uma coisa é certa, o vereador Ramon Júnior, vice presidente do PP de Timon, jamais poderá cobrar fidelidade de algum partidários, pois o mesmo tem dado um péssimo exemplo de fidelidade partidária. 

Como vice presidente do PP e pelo discurso que o mesmo usava, discurso de crescimento do partido e que na sigla tinha bons nomes para disputar uma cadeira na Câmara de Vereadores, imaginava-se que o vereador que desistiu de disputar a reeleição apoiaria um nome do PP. Isso não está existindo. O mesmo virou foi as costas para os candidatos do partido que o mesmo é vereador e vice presidente, para apoiar a candidata Alynne Macedo(PSD)

Para completar o abandono, Ramon Júnior ainda botou o Raimundo da Padaria, secretário do partido para ser um dos linhas de frente na campanha de Alynne Macedo.

O pior de tudo é que os candidato progressistas além de não terem apoio de Ramon Júnior, nunca mais viram o empresário Ramon Alves, presidente do partido. Ou seja "abandono total"  

Uma das mais prejudicadas é a candidata a vereadora, advogada Vicência Rego. Com forte potencial politico ela deixou de ir para um outro partido e se deixou levar pela lindas promessas do vice presidente do PP timonense.

Há quem diga que a revolta tem tomado de conta dos candidatos e se "arrependimento" matasse todos estariam mortos ao confiar nas promessas da cúpula do PP .