Vídeo,“Presídio não é motel” diz deputado que quer acabar com visita íntima dos presidiários.

11/02/2017

O deputado federal Paulo Martins (PSDB), defendeu que um dos meios de acabar com a crise carcerária é eliminar o direito à visita íntima dos presidiários.

"Presídio não é motel pra criminoso", disse o deputado. Ele também afirmou, que as mulheres dos presos servem como meio de comunicação deles com o mundo exterior.                                                                                                                                                                                                                                      "Ninguém fala disso porque tem medo. Quem criou o direito à visita íntima "acreditava em ressocialização" e achava que o certo era permitir que o preso mantivesse os laços familiares.                                                                                                                                                                                                         Mas o deputado pensa diferente: "Quer manter o casamento, manter a família, mantenha-se livre".