Uma mãe colocou fogo no filho que tinha autismo ,ela achava que ele era canibal

07/10/2017

Um crime bárbaro chocou a população da cidade de Milwaukee, em Wisconsin, Estados Unidos. Uma mãe colocou fogo no filho de 4 anos dentro da banheira de casa porque acreditava que ele era um canibal. Segundo a polícia local, o corpo de Antonio DiStasio foi encontrado amarrado e com um saco plástico na cabeça.

A mãe, Amelia DiStasio, 23 anos, tentou fugir pela janela, mas foi presa logo depois. Segundo os vizinhos, a criança tinha autismo e, no momento do crime, gritava: "Por favor, mamãe, pare! Não vou fazer de novo". A mãe, ainda de acordo com os moradores dizia: "Cale a boca". As informações são do jornal Daily Mirror.

No telefone dela, os policiais encontraram várias buscas por "como matar canibais" e "como os canibais morrem". Em uma das páginas, um fórum da internet, uma das pessoas dizia: "Mate-o com fogo".

O pai, Ralph DiStasio, disse aos policiais que Amelia tem problemas mentais. "Espero que Antonio esteja no céu. É difícil falar agora. Rezo por Amelia também para que ela consiga ajuda", disse ao canal Fox6.