Mulher tem a cabeça a esmagada por ônibus na zona Sudeste de Teresina, ela se deslocava para o trabalho

04/02/2017

A camareira do hotel Executivo, Rosângela Cardoso dos Santos, de 26 anos, morreu atropelada por um ônibus interestadual, por volta das 6 horas deste sábado (4 ), na BR-343, próximo à entrada do conjunto Dirceu Arcoverde, na Zona Sudeste de Teresina-PI.

O inspetor Clarindo Jorge de Trindade, da Polícia Rodoviária Federal (PRF), informou que pelas informações que recebeu o marido de Rosângela Cardoso, o operário de indústria de roupas, Bernardo José Soares, de 30 anos, estava em sua motocicleta, indo da residência do casal, na Vila Alto da Ressurreição, na Zona Sudeste de Teresina, para o hotel onde Rosângela Cardoso dos Santos trabalhava, quando atingiu um pedestre, perdeu o controle e a camareira caiu debaixo do ônibus, que passou por cima de sua cabeça.

Rosângela Cardoso dos Santos estava como carona e teve sua cabeça esmagada e fragmentos de seu crânio espalhados pelo asfalto da rodovia. Bernardo José Soares foi encaminhado para a Unidade de Pronto Atendimento do Conjunto Renascença com ferimentos leves.

Segundo a prima de Rosângela Cardoso dos Santos, Maria de Nazaré, o casal estava trafegando pelo acostamento quando teve que desviar de um pedestre e foi atingido pelo ônibus. "Bernardo perdeu o controle do veículo e a esposa caiu na via sendo atropelada pelo ônibus, que passou por cima de sua cabeça", falou Maria de Nazaré.

Conforme Maria de Nazaré, Rosângela Cardoso dos Santos morava na Vila Alto da Ressurreição e havia saído de casa por volta das 6 horas para trabalhar. O inspetor da Polícia Rodoviária Federal, Clarindo Jorge, falou que as informações no local do acidente são apenas preliminares e que só a perícia vai apontar as causas do acidente.

O ônibus que teria atropelado a camareira não ficou no local do acidente. Um cunhado da vítima, João Soares Oliveira, esteve na BR-343 e recolheu a moto do casal, de placa PID-7700, e informou que Bernardo José Soares não era habilitado.

O corpo de Rosângela Cardoso foi encaminhado ao Instituto de Medicina Legal (IML), onde será submetido a exames e em seguida liberado para a família.

Fonte: Portal Meio Norte.