Mulher com espinha de peixe na garganta denuncia assistente social da UPA de Timon, ela foi maltratada e humilhada

13/08/2017

Uma mulher identificado pelo nome de Gisey Alves, que foi em busca de atendimento na tarde de sábado(12), na UPA de Timon, procurou o Galo para denunciar que foi maltratada por uma assistente social de nome Adriana.

De acordo com ela por volta das 14:30 ela chegou na UPA, com uma espinha de peixe alojada na garganta, duas horas depois ela não tinha sido atendida, ao procurar a assistente social Adriana, recebeu a resposta de forma grosseira que ela tinha que esperar pois tinha gente que tinha chegado 11hs da manhã.

Ela acrescentou ainda que pelo fato de reclamar e falar que isso era uma vergona, a assistente social fez cara de deboche.

Gisey, acrescenta ainda que voltou para casa, passou a noite sentindo dor na garganta e com febre, retornou para ver se conseguia atendimento neste domingo(13), por volta das 7 hs da manhã, ela foi atendida a medica deu um encaminhamento para que ela fosse para o HUT em Teresina, mas a assistente social cancelou o encaminhamento dado pela médica e disse para ela ir sem o encaminhamento. o que obrigou a mesma ficar sem solução do problema

Gisey que continua com uma espinha de peixe alojada na garganta, com muita febre e sem solução do problema.

Veja a denúncia enviada para o Galo

Ela fei um desabafo no facebook