Empresa de ônibus coletivo não paga 13º e motorista e cobradores paralisam as atividades

03/12/2017

Cerca de 130 trabalhadores da empresa de transporte coletivo Taguatur paralisaram as atividades neste fim de semana. Eles cobram o pagamento da primeira parcela do 13º salário que deveria ter caído na última sexta-feira(01). A empresa alega problema bancário.

De acordo com o vice-presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários (Sintetro-PI), Francisco das Chagas, motoristas e cobradores não deixaram as garagens ontem e hoje e só devem retornar as atividades nesta segunda-feira(04).

"A empresa prometeu depositar amanhã. Eles só vão voltar com o dinheiro na conta", afirmou Chagas ao Cidadeverde.com.

A Taguatur faz parte do Consórcio Teresina que conta ainda com as empresas Emtracol, Dois Irmãos e São Cristóvão.

O presidente do Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de Teresina (Setut), Marcelino Lopes, informou que o problema foi no sistema bancário, já que o dinheiro está depositado na conta da empresa.

"Por algum problema não foi processado na Caixa Econômica a transferência da conta da empresa para a dos funcionários. Mas é uma coisa que foge do nosso controle. Como foi na sexta-feira não tínhamos como resolver sábado e domingo porque os bancos não funcionam. É lamentável a falta de sensibilidade dos trabalhadores de não entenderem isso", declara Marcelino Lopes.

Ele disse que está conversando com o presidente do Sintetro, Fernando Feijão, e solicitando ao gerente da Taguatur que se reúnam com os trabalhadores para que retornem as atividades no início desta segunda, porque o problema será resolvido.

"Como a empresa faz parte do nosso consórcio e nos fins de semana trabalhamos com frota reduzida deu para suprir a falta dos ônibus, mas numa segunda-feira não temos como. Por isso queremos convencer os trabalhadores a retornarem que o problema certamente será resolvido", afirmou.

Fonte:cidadeverde.com