Em Parnarama o prefeito tem contas rejeitadas, responde muitas ações judiciais e agora está sendo acusado de abuso de poder econômico

11/01/2017

O prefeito da cidade de Parnarama, Raimundo Silva Rodrigues da Silveira (PROS) teve as contas de sua gestão na prefeitura, no período de 2009, rejeitadas pela Câmara de Vereadores do município.

Raimundo Silveira teve julgadas irregulares as suas prestações de contas da Administração Direta, Fundo Municipal de Saúde e Fundeb, referentes ao exercício financeiro de 2009, sendo condenado ao pagamento de um débito no valor de R$ 2 milhões e multas que, juntas, somam o valor de R$ 280 mil.

Além de ter as contas rejeitadas, Silveira também é acusado de abuso de poder econômico durante a campanha. Segundo informações, entre os abusos estão a prática de caixa dois e uso indevido de recursos financeiros. Os ilícitos, segundo os advogados de David Carvalho, atual prefeito e candidato derrotado nas eleições, foram praticados em diversos setores da prestação de contas.

Segundo a coligação "Parnarama Mais Forte", Silveira recebeu doações suspeitas, superfaturamento em locação de carros e diversas incoerências durante a campanha.

Silveira, além de responder cerca de 40 ações judiciais na Comarca de Parnarama e uma condenação no TRF por Improbidade Administrativa, também responde a seis ações na Justiça Federal por crimes de responsabilidade e Ações Cíveis de Improbidade Administrativa; contabiliza 21 Contas Julgadas Irregulares pelo Tribunal de Contas do Estado em razão do exercício irregular do cargo de prefeito municipal.

Fonte: blog do Domingo Costa