Caos! devido o número reduzido de médicos, Timonenses passam mais de oito horas para receber atendimento na UPA

02/05/2017

Um verdadeiro caos foi instalado nos últimos dias na UPA de Timon, tudo isso provocado pelo número reduzido de médicos, que tem provocado muita demora no atendimento daqueles que procuram aquele Hospital

Pacientes chegam a esperar mais de oito horas para falar com um médico e se precisar tomar algum medicamento no local, é outa demora

Uma multidão de pessoas, entre adultos, criança e idosos se acumulam na recepção e nos corredores em busca de um atendimento.

Devido a grande quantidade de pessoas no local  para receberem atendimento médico, até brigas já aconteceram no local.

Em visita ao local o Galo constatou a situação de humilhação que passa várias pessoas para ter diretito a saúde

Um a senhora de nome Maria teresa, residente no bairro cidade Nova, a mesma informou que já estava com mais de oito horas no oocal esperando atendimento para seu filho de 05 anos

O pedreiro José Francisco morador do bairro São marcos, disse que chegou por volta das 07 da manhã e já era mais de 13 hs e nada de atendimento.

É um situação humilhante que muitos Timonenses estão passando em um local que já foi referencia e atualmente oferece um péssimo serviço, tudo isso fruto de uma má administração que toma conta da UPA.

Alguns aproveitam as redes sociais para denunciar.

São reclamações e mais reclamações e até agora a diretora , senhora Ana Patricia, ainda não se manifestou para explicar o motivo da redução do número de médicos, talvez pelo fato da mesma não usar o serviço de saúde da Upa, não esteja muito preocupada com a situação.

O Galo tentou sem sucesso contato com a diretora da Upa, para explicar o que levou a redução de médicos e que transformou aquele local em um grande caos.