Após manterem relação sexual com um jumento, vários jovens foram parar no hospital

18/08/2017

A notícia está se tornando viral, depois que 15 crianças e adolescentes foram levados para o hospital, acusando raiva. 

Supostamente, os jovens foram infectados após se relacionarem sexualmente com um burro, que tinha a doença.

Os resultados não tardaram em aparecer e o caso está sendo muito comentado.

O incidente aconteceu em uma pequena cidade de Marrocos, e os jovens ficaram internados durante uma semana, no hospital Mechraa Belksiri.

Mas, poderiam ser bem mais os infectados, de acordo com a imprensa local.

A doença pode até ser mortal, se não for tratada rapidamente.

Por essa razão, as famílias dos jovens aceitaram passar por essa humilhação e correram com eles para o hospital, assim que perceberam o que havia acontecido.

Os jovens foram todos tratados e estariam livres de perigo.

Pior sorte teve o burro que, após ter sido estuprado, foi abatido.

Quando descobriram que o animal estava infectado com a doença, foi tomada a decisão de matá-lo, evitando que ele contagiasse mais alguém com a raiva.

A doença é quase sempre fatal, quando os sintomas aparecem, o que não teria sido o caso com esses jovens marroquinos.

Eles foram hospitalizados, quando se descobriu que o animal estava infetado e não quando eles revelaram os sintomas.

Por isso, eles foram tratados e acabaram saindo sem consequências graves, com isso sendo feito quando o tratamento é ainda muito efetivo e funciona.

A doença ataca o cérebro e os nervos e geralmente passa para os humanos através da mordida de um animal infectado, que na maior parte dos casos é de um cachorro.

A raiva existe por todo o mundo, mas é mais comum na Ásia, África e Américas Central e do Sul, de acordo com o jornal inglês Mirror.

Entre os jovens infetados e que foram já tratados, se encontram desde crianças de 7 anos até adolescentes de 15 anos.

O contágio teria acontecido por via sexual, de acordo com os relatórios locais.

As famílias dos '5 jovens reagiram em "angústia e horror", segundo o jornal inglês, e estão sendo ridicularizadas por toda a cidade.

Muitos deles tentaram esconder o que havia acontecido, mas a verdade é que o caso acabou sendo tornado público, para grande vergonha de todos os familiares, nada contentes com esse comportamento das crianças e jovens.

O jornal Al-Akhbar informa ainda que as autoridades locais estão procurando por mais pessoas que tenham tido contato igual com o animal, temendo que possam existir mais casos de pessoas infetados, deixando entender que este tipo de comportamento pode, afinal, ser mais comum nessa cidade.

Esse receio das autoridades fica explicado por outros casos, que estão confirmados.

Várias outras famílias levaram seus filhos para hospitais fora da região para evitar essa humilhação.

Também de forma secreta, alguns pais estão tendo seus filhos vacinados, no caso de eles se terem aproximado do animal.